Notícias do Grupo Werlang

Trigo: USDA revisa para cima safra mundial 2015/16 e preços recuam na CBOT

(Foto: http://goo.gl/iFmeSE)

 

Nesta quarta-feira (10), o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) reportou novo boletim de oferta e demanda de trigo nos Estados Unidos e mundial. Para a nova temporada, o departamento revisou para cima a projeção da safra global que deverá totalizar 721,55 milhões de toneladas do grão. No mês anterior, a estimativa era de 718,93 milhões de toneladas do cereal.

Logo após o reporte do departamento, os futuros do trigo negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) operavam do lado negativo da tabela. Por volta das 13h46 (horário de Brasília), o vencimento julho/15 exibia queda de mais de 18 pontos, cotado a US$ 5,14 por bushel.

Em contrapartida, as projeções para o estoques finais mundiais recuaram de 203,32 milhões, para 202,40 milhões de toneladas de trigo. Para a safra norte-americana, o órgão estimou a produção em 57,72 milhões de toneladas, contra as 56,81 milhões de toneladas indicadas no boletim anterior. Os estoques finais norte-americanos também foram elevados de 21,58 milhões de toneladas, para 22,16 milhões de toneladas do grão. Já as exportações de trigo dos EUA foram mantidas em 25,17 milhões de toneladas.

A projeção para a safra do Brasil veio em linha com o relatório de maio, de 6,50 milhões de toneladas. Na contramão desse cenário, os produtores da Argentina poderão colher uma safra menor, já que a produção foi indicada em 11,50 milhões de toneladas, frente as 12 milhões de toneladas reportadas anteriormente.

O órgão ainda revisou os números da safra da União Europeia para 150,68 milhões de toneladas, da Rússia para 55 milhões de toneladas e da Ucrânia para 23 milhões de toneladas. No boletim passado os números estavam em 150,29 milhões de toneladas, 53,50 milhões de toneladas e 22 milhões de toneladas, respectivamente.

Safra 2014/15

O USDA ainda trouxe os números referentes à safra 2014/15. A produção norte-americana foi mantida em 55,13 milhões de toneladas. Diferentemente, os estoques finais dos EUA apresentaram ligeira elevação de 19,31 milhões, para 19,39 milhões de toneladas. Já as exportações registraram leve queda, ao passar de 23,41 milhões, para 23,27 milhões de toneladas de trigo.

No caso da produção mundial do grão, a safra recuou de 726,45 milhões para 726,32 milhões de toneladas. Os estoques também acompanharam o movimento e foram indicados em 200,41 milhões de toneladas. No relatório passado, o número ficou em 200,97 milhões de toneladas.

Os números das produções brasileira e argentina ficaram em linha com o último informativo do departamento, de 6 milhões de toneladas e 12,50 milhões de toneladas, respectivamente. As projeções das safras da União Europeia, Rússia e Ucrânia também foram mantidas pelo USDA.

 

 

Fonte: http://goo.gl/wKPwZI