Notícias do Grupo Werlang

Trigo perde espaço para cevada e aveia na previsão do IBGE

Trigo perdeu espaço par ao plantio de outras culturas (Foto: Marcelo Curia / Editora Globo)

 

O efetivo plantio do trigo está trazendo para baixo as estimativas de produção do grão em 2015. Isso porque muitos produtores não concretizaram suas intenções, seja por conta do preço não tão favorável, seja pela decisão de substituir o trigo por outras culturas de inverno, como aveia ou cevada, explicou Carlos Barradas, gerente substituto do Levantamento Sistemático de Produção Agrícola (LSPA), realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Mesmo assim, a produção do cereal neste ano será recorde.

A indicação mais recente, de maio, é de que sejam colhidas 7,328 milhões de toneladas, alta de 18,9% ante 2014. No levantamento do mês passado, a estimativa de trigo encolheu 6,1% em relação a abril, com destaque para a Região Sul, a maior produtora. Lá, a produção foi revista para baixo em 6,6%, enquanto a área plantada diminuiu 11,2%. “O trigo, uma cultura de inverno, está começando a ser plantado agora. As primeiras informações eram de intenções deplantio, ainda muito vulneráveis. À medida que vai sendo plantado, essas informações vão sendo atualizadas. Os produtores decidiram aumentar a área de aveia e cevada”, explicou Barradas.

As próximas estimativas podem trazer números ainda menores, segundo o gerente. O Paraná, maior produtor, plantou apenas 62% de seu trigo, índice que é de 11% no Rio Grande do Sul, o segundo maior em termos de cultivo. “Ainda tem muita avaliação a ser feita daqui para frente, para saber se as áreas serão consolidadas ou se terá qualidade”, alertou. Em compensação, a produção de aveia deve apresentar grande avanço em relação ao ano passado. A estimativa de maio é de 568,289 mil toneladas, alta de 54,1% em relação a 2014.

Na comparação com o levantamento de abril, a alta é de 25,7%, puxada pelo avanço do grão no Rio Grande do Sul. O plantio da cevada, por sua vez, cresceu no Paraná. Por isso, a estimativa para a produção do grão em todos os produtores avançou 11,1% em abril ante maio, totalizando 310,986 mil toneladas. O volume é 22,1% superior ao colhido em 2014. “Aveia, cevada e trigo concorrem pelas áreas disponíveis para plantio no inverno. No ano passado, houve quebra de safra muito grande no trigo. Agora, estão reduzindo área do trigo, por receio de ocorrer o mesmo e também porque ele é mal remunerado”, disse o gerente do IBGE.

 

 

Fonte: http://goo.gl/8ypRm7