Notícias do Grupo Werlang

Safra de soja deve ter queda de 50% no Sul do RS devida à falta de chuva

Produtividade foi afetada por causa da falta de chuva que atingiu municípios. Região Sul representa 5% da produção total de soja no Rio Grande do Sul.

 

A produtividade da safra de soja no Sul do Rio Grande do Sul está prejudicada. Em grande parte das lavouras, onde agora está sendo feita a colheita, os pés não se desenvolveram por causa da estiagem que atingiu a região nos dois últimos meses. A falta de chuva na época do plantio também dificultou a produção.

“Historicamente, a região sofre sempre com déficits hídricos. Nós tivemos prejuízos mais intensos  na soja que foi plantada na época chamada de mais tardia, que é todo o mês de dezembro”, explica o engenheiro agrônomo da Emater, Evair Ehler.

A região Sul representa 5% da produção total de soja no estado. Em março, os municípios de Herval, Canguçu e Jaguarão decretaram situação de emergência por causa da falta de chuva. Nas lavouras, os grãos não se desenvolveram, o que afetou diretamente na produtividade. Neste ano, a estimativa é de que haja uma queda de 50% no total.

Desde a safra de 1998, Gilberto Schwantz não tinha tantos prejuízos por causa do clima.
“Na Zona Sul, atingiu todas as áreas. A produção é fraquíssima”, lamenta.

Falta de chuva
A escassez de chuva atingiu municípios de outras regiões neste ano. Em Encruzilhada do Sul, no Vale do Rio Pardo, costuma chover 127 milímetros no mês de março. Esse ano, choveu apenas 28 milímetros, o que equivale a 22% da média. Janeiro, por sua vez, teve chuva acima da média, enquanto fevereiro ficou abaixo.

Na campanha, em Bagé, choveu 34 milímetros em março. A média esperada para esse período é de 105 milímetros – choveu apenas 32% da média. Janeiro teve chuva acima da média no município, mas, em fevereiro, choveu menos do que era esperado para o mês.

 

13/04/2015

 

Fonte:http://goo.gl/kzGVNg