Notícias do Grupo Werlang

Colheita da soja atinge 75% da área no Rio Grande do Sul

Airton Weimer,
(Avanço na colheita de soja no Rio Grande do Sul foi de 20 pontos percentuais nesta semana. Foto: Airton Weimer)

 

Os trabalhos também avançaram no milho e alcançaram 85%do total plantado, enquanto no arroz o percentual é de 65%

 

As boas condições climáticas favoreceram o avanço de 20 pontos percentuais na colheita da soja nesta semana no Rio Grande do Sul, que atingiu 75% da área cultivada, segundo o boletim semanal do serviço de assistência técnica e extensão rural do governo gaúcho (Emater/RS).

Os técnicos comentam que apesar da intensidade de alguns focos de ferrugem asiática e das chuvas em áreas da região Sul e Campanha, neste final de ciclo, a cultura conseguiu manter as produtividades em níveis satisfatórios. Eles preveem que a atual estimativa de 2.938 kg/ha deve ser revista ligeiramente para cima.

Em relação à comercialização, os técnicos comentam que os produtores estão vendendo pequenos lotes para saldar dívidas urgentes e retendo o produto à espera de melhor definição do mercado. Nesta semana a soja foi cotada em média ao produtor a R$ 67,75/saca, em alta de 0,34% na semana e 5,9% acima da média de abril nos últimos cinco anos.

Milho

A colheita do milho avançou 5 pontos percentuais para 85% do total plantado. A Emater/ES estima que 10% das lavouras estão em po9nto de colheita e 5% em fase final de formação de grãos. “Estes 5% se referem às lavouras semeadas após a colheita do fumo, devendo ser colhidas até o mês de maio”, dizem os técnicos.

Eles comentam que as produtividades se mantiveram em níveis elevados durante todo o processo de retirada dos grãos, “com raras exceções”. O rendimento médio previsto atualmente é de 6,3 mil kg/ha. No milho destinado à silagem, a colheita ultrapassa os 90%, restando poucas áreas a serem colhidas.

Os analisas observam que os preços do milho permanecem firmes no mercado gaúcho, diante da escassez de oferta e da demanda em alta, principalmente pelo consumo das aves e suínos. O preço médio ao produtor nesta semana fechou em R$ 41,87/saca, em alta de 1,9% na semana e 40,8% acima da média par abril nos últimos cinco anos.

Arroz

O avanço na colheita de arroz nesta semana foi de 13 pontos percentuais, impulsionada pelo tempo mais seco registrado em boa parte do território gaúcho. Os trabalhos atingiram 65% da área e 35% das lavouras estão em fase final de maturação.

Os técnicos observam que mesmo com o adiantamento desta semana, os trabalhos de colheita continuam com o atraso. Na mesma época do ano passado percentual ultrapassava os 90%, dizem eles.

Segundo eles, mesmo com os problemas enfrentados pelos produtores com o excesso de chuvas que causaram atraso no plantio e a insolação insuficiente durante a fase de floração, a produtividade média obtida até aqui até pode ser considerada bastante satisfatória: 7,5 mil kg/ha com boa qualidade de grãos.

Eles observam que a expectativa dos produtores não é animadora, “uma vez que a cada nova retirada de grãos as produtividades são menores”. Em relação à comercialização, os preços se mantém estáveis, com a saca de 50 kg ao produtor valendo cotada a R$ 40,39. A variação foi positiva em 0,02% na semana e em relação a média de abril nos últimos cinco anos a alta é de 15,4%.

 

Foto: http://goo.gl/jb1q41